Gráficos arrepiantes, música envolvente e ação do primeiro ao último extraterrestre abatido são as características mais marcantes do único game ambientado no território militar secreto dos EUA, a Área 51. Tenha a certeza de que as várias horas que o jogo vai prender você na poltrona serão repletas de adrenalina, sustos, suspense, mistério e, principalmente, muitos tiros disparados de suas armas — humanas ou não.

Se você pensa que para matar alienígenas é só sair atirando à vontade, está muito enganado. Os ETs do Area 51 são modificados geneticamente e alguns não são nem alienígenas, mas humanos que sofreram mutações e se transformaram em monstros. Alguns até atacarão você armados. Além disso, sua munição é limitada, então se você desperdiçá-la, ficará vulnerável aos ataques dos contaminados e poderá até se tornar um deles.



Portanto, se você acredita que terá algum momento de descanso durante o jogo, pode esquecer, pois nada que você já viu o preparou para o que está por vir neste FPS. O Area 51 promete acelerar seu coração e prender sua respiração durante as várias horas que você demorará para chegar ao confronto final.

Sua missão: Destruir
Uma força-tarefa de codinome Delta foi enviada para procurar a fonte da infecção, mas o contato com a equipe foi perdido. Agora, como parte do time Bravo, sua missão é descobrir o que aconteceu com os integrantes do time Delta, além de assumir a busca pela fonte da infecção. O grande problema é que por onde você andar vai encontrar alienígenas ou humanos mutantes, loucos para arrancar sua cabeça ou contaminá-lo com o vírus alienígena.

Cabe a você trabalhar com sua equipe para acabar de uma vez por todas com a ameaça que se instaurou contra o nosso planeta. Mas uma tarefa como esta não é realizada facilmente, mas não é motivo para se desesperar, pois os instrumentos para a carnificina são pistolas, fuzis, granadas e vários tipos de armamento humano e alienígena, de protótipos a armas já conhecidas.



Convidados inusitados
Estrelas de Hollywood e astros de Rock fazem parte do elenco de Area 51, o que dá ainda mais destaque ao jogo e o torna ainda mais digno de respeito, pois não é qualquer “joguinho” que tem condições de contratar pessoas como Marilyn Manson para atuar.

Pactos entre alienígenas e humanos
Uma raça misteriosa de alienígenas, os Grays, encontrou em nosso planeta um ótimo local para suas pesquisas, já que elas são muito perigosas para serem realizadas em seu próprio planeta. No final da década de 1940, uma nave Gray severamente danificada caiu na região da cidade de Roswell, nos Estados Unidos. Rapidamente o governo encobriu o acontecimento e resgatou a nave e um sobrevivente, levando-os para o complexo militar cuja existência o governo americano nega veementemente, a Área 51.



Envolvidos em uma guerra com inimigos que nós humanos desconhecemos, os Grays ficaram desesperados para construir uma arma que garantisse sua sobrevivência. Como nosso planeta é rico em recursos e cobaias e nossos corruptos governantes vendam os olhos, os Grays encontraram o lugar perfeito para testar sua arma biológica.

Depois de uma série de acontecimentos, uma sociedade secreta chamada Illuminati, cujo objetivo é dominar o mundo, usou sua influência para comandar a base militar secreta e estabelecer novos planos para ela. Assim, os Illuminati conseguiram formar um acordo com os Grays: forneciam matéria-prima para seus testes — incluindo cobaias humanas — e em troca tinham acesso à tecnologia alienígena.

Como todos os envolvidos neste pacto eram pessoas (e criaturas) mesquinhas e traiçoeiras, logo os seres humanos perderam o controle e passaram a lutar para que os Grays não completassem suas pesquisas biológicas, nem destruam o planeta Terra. O vírus mortal espalhou-se pelos laboratórios do complexo, obrigando os seres humanos a lacrarem toda a estrutura.



Leia mais em: [Somente administradores podem ver este link]